Pesquisando...
05/10/2011

História de Warcraft - O Rompimento e o Presente de Illidan

 O Rompimento

Malfurion e Tyrande atacaram o palácio de Azshara para tentar impedir a chegada de Sargeras. Mas Azshara estava preparada e os guerreiros de Malfurion foram capturados. Tyrande foi capturada pelos Quel'Dorei quando tentou atacar Azshara por trás e sofreu ferimentos sérios. Malfurion entrou em cólera e decidiu acabar pessoalmente com a rainha. Para sua surpresa, apereceu Illidan, tentando convencê-lo que a destruição do lago o privaria da pratica de magia, mas como o seu irmão não lhe deu atenção, Illidan advertiu os Quel'Dorei das intenções de Malfurion. Illidan não sentiu remorsos ao trair o irmão. Finalmente, ele guardou um pouco das águas do lago num frasco especial, para usar mais tarde, sabendo que a Burning Legion detruiria a sociedade elfica.

Azshara, prevenida por Illidan, começou uma batalha épica contra Malfurion, que estava disposto a dar a sua vida na luta. Mas o portal que os Quel'Dorei estavam aumentando tornou-se instável ao ser atacado e isto causou uma explosão terrível de magia. Tão forte foi a explosão que destruiu as bases do templo e abriram a terra. A Fonte da Eternidade desmoronou entre os elfos e os demônios.
O colapso da Fonte destruiu as próprias fundações do mundo e uma grande parte de Azeroth foi engolida pelos mares, dividindo o continente em duas terras separadas por um novo e vasto oceano. No centro daquele novo oceano surgiu uma tempestade caótica, de pura energia, onde no passado a Fonte existira. Esta tempestade eterna passou a ser chamada Maelstorm, e nunca mais cessaria.

O Presente de Illidan

Tyrande e Malfurion foram salvos por Cenarius. Ambos guiaram os poucos Elfos Noturnos que sobreviveram para terras novas onde viriam a construir uma nova casa. Sargeras e a Legião Flamejante, tinham sido banidos pelo colapso da Fonte, mas a um preço terrível.
Os Kaldorei perceberam que muitos Quel'Dorei tinham sobrevivido, unindo-se aos Kaldorei para procurar uma casa nova.
Muitos ficaram contentes ao descobrir que o Monte Hyjal e a floresta Ashenvale, a casa de Cenarius, tinham sobrevivido. Procurando uma casa nova, Malfurion e os Kaldorei subiram a montanha e ao chegar ao vale, encontraram um lago. Um dos Quel'Dorei correu para as águas do lago com grande excitação. Mas para o horror de todos, as águas do lago exalavam energia mágica.
Illidan, que estava à frente de Malfurion, esvaziou os seus frascos na água, tentando manter o fluxo mágico, e formar uma nova Fonte da Eternidade. Acreditava estar fazendo o mais correto ao formar uma nova Fonte para fornecer magia à sociedade élfica do futuro, mas Malfurion não concordou e os gêmeos enfrentaram-se novamente.
Com ajuda de Cenarius, Malfurion prendeu o irmão numa prisão subterrânea. Para se assegurar que Illidan não escaparia, Malfurion procurou uma guardiã, Maiev Shadowsong, e ela ficou encarregada de guardá-lo.
Temendo que ao destruir a nova Fonte da Eternidade causariam outro cataclisma, os Elfos Noturnos decidiram não o fazer. Começaram a estudar as artes druídicas para curar a terra e recuperar as suas florestas.
Continua em A Árvore do mundo e as Tribos

0 comentários:

Postar um comentário

 
Back to top!