Pesquisando...
04/11/2011

As Crônicas de Ocenam - Parte 1


O deserto árido que antes estava iluminado pelo sol escaldante, agora se silenciava pela visão da lua , do ambiente escurecido.Os guerreiros taurens faziam sua varredura ao redor de posse de Cenarion. O suave assobio das ventanias foram interrompidos pelos tambores de guerra.
 Azeroth havia ficado louca? As facções haviam ficado loucas? Humanos, Elfos da noite, Orcs e trolls, juntos atacando a base druida.
-Senhor, os guerreiros de Martelo do Crepúsculo –disse um elfo desesperado.
Logo já estava feito um campo de batalha.Os elfos da noite correram para busca seu enorme tanque arqueiro. Dos guerreiros druidas que lutavam contra os membros do Martelo do Crepúsculo, dois combatiam com enorme benevolência. O tauren Cerani e o elfo Tranar.
Tranar era um druida bastante talentoso que viajara
por vários lugares de Kalimdor e dos Reinos do leste. Era jovem,diferente de seu pai,Mandick, que já havia morrido.Mandick morrera bastante velho. Ele fora um dos protetores de Tyrande e Malfurion na Guerra dos Anciões. Ele foi fundador da Família Ragebeast. Família onde a maioria eram druidas e sacerdotes.
Tranar se apaixonara pela bela Arleina.Uma druida combatente, com a qual teve um filho chamado Ocenam,Ragebeast.Arleina havia desaparecido após ter ido á uma batalha no Monte Arathi.
Em meio a batalha , tudo isso passava pela mente de tranar, mas o que mais lhe preocupava era seu filho Ocenam.
-Cerani,leve Ocenam para longe daqui!
-Eu não posso deixar ...Tranar o interrompeu.-
-Leve ele para portal Lunar agora!
Cerani,como grande amigo que era, se pós a correr atrás de Ocenam.O jovem elfinho estava na torre na casa do mestre de vôo. Ao chegar lá,o tauren se assustou ao ver um humano com as vestes de martelo de Crépusculo olhando para a criança. Entre tanto o homem percebeu a presença de Cerani e atacou com um machado em punho na sua direção.Cerani só olhava o inimigo se aproximando calmamente.
-Sofra com minha fúria !-gritou o humano.
Cerani sumiu de suas vistas,restando pêlos negros diante do homen.
Um felino voraz apareceu por trás do membro do Martelo do Crepúsculo.Uma patada certeira foi o bastante para derruba lo.
Voltando a sua forma, Cerani pegou Ocenam nos braços, e poucos segundo depois já estava voando. Já no alto, quando olhou para baixo, o tauren viu claramente Tranar invocar raízes prendendo ao chão oito inimigos.Foi quando a cena encobriu-se por uma nuvem.
-Elune, nos dê forças- disse o Cerani olhando para a lua que refletia claramente a cor prata.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Back to top!