Pesquisando...
05/11/2011

Os anões e os Sete Reinos

 Ironforge e os Anões

Após a partida dos Titãs, os "titanides" continuaram com sua tarefa de formar o interior do mundo. Os titanides jamais se preocuparam com os assuntos das raças da superfície, e só cuidaram dos problemas que se referiam aos escuros abismos da terra. Após a implosão da "Fonte da Eternidade", os titanides foram afetados. Sofreram muita dor, e se uniram às rochas das quais eles foram feitos. Uldaman, Uldum e Ulduar foram as cidades dos titanides, onde eles dormiram em paz durante 8.000 anos.

ULDUAR
Não está claro por que despertaram, mas enquanto dormiram seus corpos mudaram. A rocha de seus corpos tornaram-se carne, e seus poderes sobre as pedras desapareceram, voltaram a ser mortais.
Os titanides deixaram as covas de Uldaman e se aventuraram pela superfície. Construíram uma cidade abaixo da mais alta das montanhas, chamaram esta terra de "Khaz Modan" e fundaram uma poderosa forja dentro da montanha. À cidade que surgiu ao redor da forja deram o nome de Ironforge. Desde então deixaram de ser titanides para serem anões. Os anões, fascinados em suas tarefas de mineração não se preocuparam com os problemas de seus vizinhos.

Sete Reinos

Strom continuou agindo como a capital de Arathor, mas assim como Dalaran, muitas novas cidade-estado surgiram no continente de Lordaeron. Gilneas, Alterac, e Kul Tiras foram as primeiras cidade-estado a surgirem, e apesar de cada uma delas terem seus proprios costumes e comercios, todas elas mantinham a autoridade unificada de Strom.
Sob o olhar vigilante da ordem de Tirisfal, Dalaran se tornou o centro de aprendizagem para magos por toda a terra. Os "Magocratas" que regiam Dalaran fundaram o Kirin Thor, uma seita especializada cuja função era catalogar e pesquisar cada magia, artefato, e item magico conhecido pelos humanos naquele tempo.

Gilneas e Alterac se tornaram fortes apoiadores de Strom e desenvolveram poderosos exercitos que exploraram as terras montanhosasde Khaz Modan ao sul. Isso foi durante esse periodo que os humanos se encontraram pela primeira vez com a antiga raça dos anões e viajaram por suas cavernosa cidade subterranea, Ironforge. Os humanos e os anões compartilharam muitos segredos sobre forja de metais e engenharia, e descobriram um comum amor pela batalha e contos de histórias.
A cidade estado de Kul Tiras, fundada sobre uma grande ilha ao Sul de Lordaeron, desenvolveu uma próspera economia baseada na pescaria e entrega. Depois de um tempo, Kul Tiras construiu uma poderosa frota de navios mercantes que viajavam pelas terras conhecidas em procura de bens exóticos pra trocar e vender. Mesmo com a economia de Arathor crescendo, seus mais fortes elementos começaram a desintegrar.
Com o tempo, os lordes de Strom procuraram mover seus estados para as produtivas terras ao norte de Lordaeron e deixar as terras aridas do sul. Os herdeiros do rei Thoradin, os últimos descendentes da linhagem sanguinea dos Arathi, argumentaram que Strom não devia ser abandonada e desta maneira causou o descontentamento da maioria dos cidadãos, que estavam igualmente ansiosos para partir. Os lordes de Strom, tentando encontrar pureza e iluminação nas terras selvagens do norte, decidiram deixar sua antiga cidade para tras. Longe ao norte de Dalaran, os lordes de Strom construiram uma nova cidade-estado a qual eles chamaram Lordaeron. O continente inteiro veio a ter o mesmo nome desta cidade-estado. Lordaeron se tornou um meca para viajantes religiosos e todos que procuravam paz interior e segurança.
Os decendentes dos Arathi, deixados entre as paredes em ruinas da antiga Strom, decidiram viajar para o sul passando pelas montanhas rochosas de Khaz Modan. A jornada deles finalmente chegou a um fim depois de muitas longas estações, e eles colonizaram a região no extremo norte do continente que eles chamariam de Azeroth. Em um vale fertil eles fundaram o reino de Stormwind, que rapidamente se tornou um poder auto-suficiente por conta própria.
Os poucos guerreiros ainda deixados em Strom decidiram permanecer e guardar os antigos muros de sua cidade. Strom não era mais o centro do império, mas se desenvolveu em uma nova nação conhecida como Stromgarde. Apesar de cada uma das cidades-estado se tornarem prósperas por conta própria, o império de Arathor havia efetivamente se desintegrado. Conforme cada nação desenvolveu seus próprios costumes e crenças, elas se tornaram cada vez mais segregadas umas das outras. A visão do rei Thoradin da unificação da humanidade havia desaparecido no fim.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Back to top!